Litfasssäule ?????

English below!

Nem pra ler dá, né? Desse jeito, como é possível convencer alguém que alemão não é uma língua tão difícil como parece. Afinal parece mesmo… e muito!

Bom, em alemão se pode fazer algo incomum a muitas línguas que é sair juntando uma palavra na outra. Por isso parece que a língua tem muito palavrão – no sentido de palavras longas! – quando na verdade são várias palavrinhas escritas juntas. Essa aí do título junta a palavra Säule, que significa coluna, ao nome “Litfass”, ou seja, refere-se à Coluna Litfass, uma “invenção” de um certo Sr. Ernst Litfass na metade do século XIX que pretendia livrar a cidade de Berlin do placatismo* selvagem, organizando-o em colunas e que permanece em uso até hoje.

gamanacasa column

Quando eu passeio pela cidade, vejo várias dessas colunas com um ar um pouco fora de moda mas com seu charminho vintage. O que mais me chama atenção é que os anúncios colocados nelas, em geral, dão a programação cultural da cidade com concertos, óperas, peças de teatro, shows, museus, cinema etc. E é claro que isso me atrai.

botero gamanacasa

 

Eu fui pesquisar a respeito antes de escrever e descobri uma história por trás dessa coluna que transformou meu post. Eu queria falar do carinho que tenho por esses “boterinhos” (eu as chamo assim de brincadeira, lembrando as pinturas do célebre pintor colombiano Fernando Botero, que só pinta gordinhos…). O motivo é justamente porque as colunas enchem a paisagem da cidade com informação cultural! Isso é verdade e permanece inalterado pra mim mas a história das colunas não me encantou tanto quanto sua atualidade.

 

Até que o Sr. Litfass desse início à produção de suas colunas em 1854, anúncios e cartazes eram pendurados de maneira “selvagem” pela cidade, por quem quisesse, onde quisesse (ou conseguisse). Ele resolveu acabar com isso com a desculpa louvável de limpar o visual da cidade, organizando os anúncios todos em seus devidos lugares, oferecendo a vantagem de que os cartazes ficariam visíveis por um tempo previamente combinado. E pago, obviamente. Claro que com isso ele facilitou muito a vida da censura e assim logo a estratégia do Sr. Litfass foi coroada de êxito: ele ganhou o monopólio da produção e administração das colunas, ou seja, da propaganda na cidade toda. Imagino a fortuna que ele fez dando o seu jeito bem educadinho de proibir a diversidade de opinião alheia.

gamanacasa_litfaßsäule[1]

That’s not really a kind of word someone wants to read, is it?  With such words, how is it possible to convince anyone that german is not that dificult as it looks like. It does indeed… pretty much!

Well, in German you can do something that is not common to so many languages like writing words together as if they were one. That is why the language seems to have so many big, long words but actually they are only little words put together. The one in the title above for instance connects the word “Säule” – meaning columnn – with the name “Litfass”, that is, it refers to the Litfass Column, an invention from a certain Mr. Ernst Litfass in the middle of 19th century. He meant fo “free” the city of Berlin from the wild hoardings, organizing it in columns that are still being used until nowadays.

When I walk through the city, I see many of them with their old fashioned looks that has also some kind of vintage charm. What calls my attention more stronlgy is the fact that the  posters attached to it normally inform about the cultural program in the city with concerts, operas, theatre, shows, museums, etc. And of course this attracts me!!

gamanacasa botero

I was researching before I began to write and discovered a history behind this column that transformed my inttention posting. My desire was to write with tenderness about these  “little boteros” (I call them like this as a joke, thinking about the paintings of the famous columbian artist Fernando Botero, who only depicts corpulent people…). The reason was exactly that the columns fill the city with cultural information! That is still true and remains like this for me but the history of the olumn didn’t delighted me so much as its present.

Before Mr. Litfaß began the production of his columns in 1854, posters and advertisements hang wildly in the city, done by whoever wanted to and where ever one wished (ou managed ).He decided to finish this with a praiseworthy excuse to clean the looks of the city, organizing advertisements in a proper specific place and offering the security that the posters would stay visible for a certain amount of time, that was previously stablished by agreement. And by payment obviously. Of course this also made things much easier for censorship and so Mr. Litfass’ strategy became successfull: he got the monopoly to produce and administrate the columns (that means all the advertisement) in the whole city. I imagine the fortune he made with his smartly polite way to forbid opinion’s diversity.

gamanacasa historic column

 

2 comentários sobre “Litfasssäule ?????

  1. Cada dia que passa vc escreve melhor,parece que estamos aí, uma coisa muito legal ! Eu conheci um velhinho que era assim tinha o poder de transportar seus leitores para lugares como se estivéssemos ali! Esse poder de escrita, não é para qualquer um,agora vc também é um repórter e dos bons !!gamanacasa tem sempre uma Edição Extra……Fantastico

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s