The art of farewell / A arte da despedida

English below!

Atravessei o parque Augarten que fica na esquina aqui de casa ontem de manhã meio com pressa para ir ao médico. Não é a época do ano mais bonita para se admirar esse jardim, normalmente encantador. Tudo seco e cinza. Talvez por isso estivesse tão estranhamente vazio. Mas foi o cenário ideal para alguns pensamentos…

Viajar muito é um aprendizado fascinante que permite conhecer pessoas, culturas, as paisagens e, como acabo de ler por acaso, as “cores”do mundo (palavrinha que ultimamente tem aparecido muito na minha vida…). Mas eu não saberia de que vale tudo isso se não fosse também uma maneira de apurar o olhar interior. Um olhar de quem é capaz de revirar o globo ocular para dentro e acender os olhos como lanternas na escuridão de uma grande caverna. Grande, escura e infinita.

augarten winter gamanacasa (5)

 

Viajar muito também significa estar em constante despedida, observando que as coisas do mundo e da vida são passageiras. Elas entram e saem da nossa frente, passando com agilidade, mostram-se fugaz deixando porém sua marca indelével em nós mesmos. E assim aquela caverna escura e infinita vai ficando com suas paredes gravadas pelas mãos de diferentes artistas. Uma arte que pode ficar esquecida pela humanidade durante um tempo inimaginável mas se revela novamente quando resolvemos iluminar nossas cavernas.

augarten winter gamanacasa 5

Eu sou um grande colecionador dessa arte e ainda pretendo adquirir muuuuitas obras! Por isso não sofro com as despedidas da viagem. Somente observo como essas passagens fugidias se tornam presenças eternas gravadas nas minhas paredes e afloradas pelo exercicio constante de entrar lá dentro só pra olhar pra elas.

 

As árvores do parque acabaram de ser podadas. Agora parecem estátuas antigas mutiladas, sem braço e sem nariz. Algumas não estarão mais ali na próxima primavera… por alguma razão foram cortadas pela raiz, por exemplo para que uma doença não afetasse as árvores ao lado. Ou simplesmente porque sua passagem por aqui já terminou. É por isso que agora, no final do inverno, o parque tem um ar de despedida. Tudo o que precisava ir foi retirado por jardineiros laboriosos mas o que restou acumula uma energia violenta que já começa dar indícios de vida brotando aqui e ali. É só um pouquinho a mais de paciência que em poucas semanas se verá a enorme explosão de vida e cores que ela é capaz.

augarten winter gamanacasa (4)

Last morning I crossed rapidly the park at the corner of my house, called Augarten, when I was going to the doctor. It is not the most beautifull season to enjoy this park. Everything is dry and grey. Maybe that is the reason it was so strangely empty. But this was the ideal scenario for some thoughts…

Travelling constantly is such a fascinating learning opportunity allowing you to meet people, cultures, the landscapes and, as I read lately by accident, the “colours” of the world (that little word is appearing quite often in my life nowadays…). But I would not know the value of all this if it would not be an opportunity to emprove the capacity of looking inside ourselves. A kind of look from a person who is able to turn around his eyes to the inside and them turn them on like lighters in the darkness of a huge cave. Huge, dark and endless.

augarten winter gamanacasa (2)

Travelling constantly also means to be in a steady state of farewell, observing that things in the world and in life are passing. They come and go nimbly in front of us, showing how flighty and momentary they are but also letting an indelible brand on us. And so that dark and endless cave gets its walls engraved by the hands of so many diferent artists. An art that may remain forgotten for humanity for an unimaginable period fo time but reveals itself again and again when we decide to enlighten our caves.

I am a great collector of that art and still pretend to purchaise maaaaany of those art works! That is why I do not suffer with all farewell when travelling. I simply observe how these fugitive passages become eternal presences engraved on my walls and will always come back to life by doing the constant exercise of entering my cave simply to look at them once more.

augarten winter gamanacasa

The trees in the park were recently pruned. They look now like old statues that got mutilated, without arms or nose. Some will not be there anymore in spring… by some reason they were cut off at its roots. To avoid their sickness to spread to other trees, for instance. Or just because they finished their passage around here. That is why now in the end of winter, the park has such an air of farewell. Everything that should go was taken by laborious gardeners but that what remained accumulates such a violent energy that already begin to show some traces of life sprouting here and there. One needs just a little bit more of patience to see, in a few weeks, the enormous explosion of life and colours it is up to.

gamanacasa augarten winter

5 comentários sobre “The art of farewell / A arte da despedida

  1. Nossa Marcelo…lindo e sensível achei este post…quase chorei da forma que você narra a natureza…e lembrá-la como uma obra de arte que é assim que ela é…Queria acessar seu blog…mas não tá com acesso liberado…e aonde fica este park…Um ótimo fim de semana!!! Abraços…

    Curtir

    1. Nossa, muito obrigado!!! Eu sou novo aqui e cresco muito com um feed back tao lindo. Será que eu fiz algo errado para o acesso nao estar liberado? Ainda nao domino bem as ferramentas!! O parque Augarten fica no distrito 2 de Viena, no final da minha rua… por isso passeio muito por lá Bom domingo pra vc e, de novo, MUITO obrigado!! Abracao 🙂

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s