Back in Time / De volta no Tempo

English below!

Viena é uma cidade que tem se transformado com uma velocidade vertiginosa! É impressionante ver como o centro da cidade se tornou mais iluminado e brilhante, com um comércio mais bonito e moderno do que há anos atrás, quando cheguei por aqui. A quantidade de turistas passeando parece também ter aumentado muito assim como a dos jovens que passeam à noite. Aliás, um fator essencial para uma vida noturna muito mais intensa, foi a abertura do transporte público 24 horas por dia: nos finais de semana, o metrô roda durante toda a noite – mesmo que com intervalos maiores – e é substituído por linhas de ônibus noturnos durante a semana. Assim, a cidade foi perdendo um certo ar sisudo e empoeirado que, para mim, sempre foi uma de suas características mais marcantes.

gamanacasa vienna friseur 3

Mas… até hoje existem pontos onde se pode perceber uma Viena que parece parada no tempo. Dia desses andava eu pelo centro da cidade, vindo não me lembro mais de onde, quando parei frente a uma vitrine que define exatamente o charmoso “ar empoeirado” de Viena. Um bilhetinho escrito à mão mesmo – assim como aquele que apresentava os horários normais de abertura – anunciava aos clientes o fechamento do estabelecimento a partir do início de 2016 e agradecia a sua fidelidade. Ler ali uma data do ano corrente me espantou porque esse era o único indício de que não estivéssemos a 40, 50 anos atrás. Um salão de cabeleireiro com entradas separadas para damas e cavalheiros (Damen /Herren), com um anúncio datilografado dos serviços disponíveis à mostra na vitrine (acho que, nesse caso, devo dizer “vitrina”), alguns tecidos rendados pendurados e duas pequenas árvores de Natal, uma para cada entrada do salão. Arquitetura primorosa, de linhas geometricamente perfeitas e elegantes, num dos pontos mais nobres da cidade (poucas quadras atrás da catedral) porém… tudo cinza, palidamente descolorido pelo tempo ou mesmo enferrujado, sem brilho e, sem querer dizer que estivesse sujo,… empoeirado.

gamanacasa vienna friseur 2

Gostaria de ter entrado para conhecer o salão por dentro mas um ainda poderoso cadeado mostrava que, naquele dia, o estabelecimento prestes a fechar não se encontrava aberto. Passei por ali de novo e vi que o tecido rendado, os bilhetes e anúncios escritos à mão ou datilografados assim como as árvores pálidas de Natal haviam sido retirados. O presente se retirou silenciosamente, resta solitário o monumento calado do passado.

Vienna is a city undertaking tranformations in vertiginous speed! It is impressive to see how much the center of the city got more illuminated and brillant and its commerce more beautifull and modern than some years ago when I arrived around here. The number of turists walking up and down the streets seems to be bigger too as well as that of the young people going out at night. By the way, an essential element for a more intense night life was the openning of public transports 24hours/day: in the weekends the underground runs all night – even though the intervalls are bigger – while during the week there is a special night bus replacing it. That way, Vienna lost its circumspect and dusty atmosphere which was always such a remarkable aspect of the city for me.

gamanacasa vienna friseur

But… until today there are certain points where you can notice a Vienna that seems to have stopped in time. One of these days I was walking around in the center, no idea where I was coming from, when I suddenly stopped in front of a windowshop that defines exactly what I call the charming “dusty atmosphere” of Vienna. A little note, written by hand – as well as that one showing the openning hours – announced to clients the closing of the establishment at the beginning of 2016 and gave thanks to their loyalty. I was so surprised to read there a date with the current year because this was the only trace we were not 40 or 50 years behind. A hairdresser shop with separate entrances for both ladies and gentlemen (Damen/Herren), with a typewritten annoucement of the services available shown in the windowshop, some draperies and lacies and two little Christmas trees, one for each entrace of the shop. The architecture was primorous, with geometrically perfect and elegant lines, in one of the best points of the city (just some blocks behind the cathedral)… but still everything was grey, pallidly faded by time or even rusty, no shine and – though I’m not saying it was dirty – dusty.

gamanacasa vienna friseur 4

I wish I had entered the shop to see it from inside but a still powerfull padlock showed that, that day, the establishment wasn’t open, just a few days before closure.I passed by again another day and saw that the draperies, the annoucements – whether typewritten or by hand – and the Christmas trees were taken. The present absented itself silently, while the muted monument of the past remains lonely.

3 comentários sobre “Back in Time / De volta no Tempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s