The giant woke up! / O gigante acordou!

English below!

Todas as tardes depois de sair da escola, as crianças paravam no jardim do Gigante para brincar. Era uma jardim grande e belo, com grama macia e verdinha. Aqui e ali brilhavam lindas flores como estrelas e doze pessegueiros, que na primavera coloriam-se de rosa perolado, davam frutos deliciosos no outono. Pássaros pousavam na árvores e trilavam tão docemente que muitas vezes as crianças até paravam de brincar para ouvi-los. Como eram felizes, diziam as crianças umas à outras.

gamanacasa white tree

Mas um belo dia o gigante acordou do seu sono vespertino e quando viu as crianças em seu jardim gritou tão bravo que elas saíram correndo. “O meu jardim é só meu! Isso é óbvio e vou mostrar como só eu brinco aqui dento!” E o Gigante construiu um muro tão alto em torno do seu jardim que só se via a placa: “Entrada proibida, trangressores sujeitos a pena!” Ele era um gigante muito egoísta! Depois disso, as crianças até tentaram brincar na rua, mas o chão era tão sujo e duro que elas desistiram e suspiravam ao lembrar como eram felizes podendo brincar inocentemente no jardim.

Quando a primavera chegou e as flores e pássaros se espalharam por todos os lugares, o jardim do Gigante continuou coberto pelo inverno. Os pássaros não queriam cantar onde crianças não podiam brincar e as árvores se esqueceram de brotar. Somente o frio e a solidão do inverno gostavam daquele jardim e o cobriram de branco e prata deixando tudo congelado para que nada pudesse se mover. Nem a primavera, nem o verão quiseram chegar perto daquele jardim e o outono negou frutas àquelas árvores dizendo: “O dono desse jardim é egoísta demais!” E assim reinaram soberanos no jardim do Gigante somente o Inverno e o Vento gelado do Norte.

Winter view from the window

 

Essa é a primeira parte de uma adaptação (ou encurtação?) do conto infantil “O Gigante Egoísta” de Oscar Wilde. Ela descreve bastante bem, a meu ver, os dias em que vivemos num mundinho banal e egoísta que se fecha às necessidades dos outros, num mundinho onde é fácil enganar-se acreditando que a crise não seja no mundo inteiro (só na parte que afeta nossa comodidade, é claro!) e que ter dinheiro para pagar impostos em dia faz de alguém um ser melhor do que aqueles a quem foram negadas oportunidades melhores na vida.

Every afternoon, as they were coming from school, the children used to go and play in the Giant’s garden. It was a large lovely garden, with soft green grass. Here and there over the grass stood beautiful flowers like stars, and there were twelve peach-trees that in the spring-time broke out into delicate blossoms of pink and pearl, and in the autumn bore rich fruit. The birds sat on the trees and sang so sweetly that the children used to stop their games in order to listen to them. ‘How happy we are here!’ they cried to each other.

gamanacasa brazilian sky and trees

One day the Giant woke up from his afternoon’s sleep and saw the children playing in the garden. ‘What are you doing here?’ he cried in a very gruff voice, and the children ran away. ‘My own garden is my own garden,’ said the Giant; ‘any one can understand that, and I will allow nobody to play in it but myself.’ So he built a high wall all round it, and put up a notice-board: “Trespassers will be prosecuted!” He was a very selfish Giant. The poor children had now nowhere to play. They tried to play on the road, but the road was very dusty and full of hard stones, and they did not like it. They used to wander round the high wall when their lessons were over, and talk about the beautiful garden inside. ‘How happy we were there,’ they said to each other.

Then the Spring came, and all over the country there were little blossoms and little birds. Only in the garden of the Selfish Giant it was still Winter. The birds did not care to sing in it as there were no children, and the trees forgot to blossom. The only people who were pleased were the Snow and the Frost. The Snow covered up the grass with her great white cloak, and the Frost painted all the trees silver. The Spring never came, nor the Summer. The Autumn gave golden fruit to every garden, but to the Giant’s garden she gave none. ‘He is too selfish,’ she said. So it was always Winter there, and the North Wind, and the Hail, and the Frost, and the Snow danced about through the trees.
augarten winter gamanacasa 5
This is the first part of an adaptation (or shortening?) of Oscar Wilde’s short story for children “The Selfish Giant”. It describes very well – in my opinion – the day we live in a little world of banalities and selfishness that closes itself to the needs of others, in a little world where it is easy to deceive oneself believing that crisis is not all around the world (only there where it affects our confort, of course!) and where having money to pay taxes punctually makes of someone a better being than those for whom better oportunities in life were denied.

7 comentários sobre “The giant woke up! / O gigante acordou!

  1. Bom dia mesmo,mais que na hora de acordaremos e refletirmos para crescer ! A honestidade não é qualidade e sim obrigação !vamos renascer na Páscoa , só assim nossos jardins voltaram a florir!!!

    Curtido por 2 pessoas

      1. Depois de nossa conversa sempre muito boa , arregacei as mangas e mudei tudo aqui em casa! Mudei a cristaleira , o livreiro de lugar e finalmente a arca! Ficou ótimo energias renovadas ! Meu muro interior floresceu, e pintei a arca num tom de verde bem claro! Ficou linda e eu feliz por ter conseguido fazer tudo ! Senti sua falta… Mas mesmo de longe , consegue me deixar feliz! Aos 72 anos ainda podemos mudar, aí como é bom ter vc em minha vida.Feliz Páscoa querido tão longe e tão perto!!!!bjos

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s