Silver or the tears of Lady Moon / Prata ou as lágrimas da Sra. Lua

English below!

Hoje acordei com prata na cabeça… aquele prateado de uma foto que usei lá no início do blog, no Natal, mostrando uma prateleira com umas pratas ao lado de velas que os faziam brilhar. Aquele é o cantinho mais escuro da casa, um nicho onde havia uma porta para outro quarto quando todos os apartamentos desse andar do prédio eram um só. Ao longo do século XX esses imensos apartamentos antigos de Viena foram sendo divididos e assim aconteceu aqui também, criando esse tal cantinho escuro daquilo que é hoje minha sala de jantar.

Gamanacasa vienna at home bar 6Eu vivo pensando nesse cantinho e o que fazer pra dar mais vida a ele. Na parede da frente já tem um grande espelho refletindo a luz natural das janelas, a luz do dia… mas o contraste entre essas duas paredes continua imenso, uma clara, outra escura como o dia e a noite. Bom, eu não tenho problema nenhum com a escuridão – faz parte da vida tanto quanto a luz – e  menos ainda tenho o desejo de mudar a natureza das coisas. Bem pelo contrário, gosto de observar como as coisas são, com suas qualidades e defeitos que juntos formam um todo original e mil vezes mais interessante que a perfeição (ai palavrinha que me dá preguiça!) Então… nada mais natural que reforçar o aspecto noturno desse cantinho. Deixá-lo como já é, só preciso acrescentar o comentário: “Veja como ele é bonito!

Gamanacasa vienna at home bar eO elemento simbólico mais encantador da noite é a lua e seu brilho prateado. Na língua dos Incas, a tradução literal de prata ou prateado é ” lágrimas da lua”. Para os alquimistas, o símbolo da prata é a foice em forma de lua. Em quase todas as línguas, a lua é uma palavra feminina (que eu saiba, só em alemão lua é masculino e sol feminino). Lady Moon, Sra. Luna é a figura humanizada que representa a lua e a prata: uma mulher vestida de azul e branco que vive na lua e passeia livremente em sua carruagem puxada por corças.

Gamanacasa vienna at home bar 4Tudo muito lindo e poético, ok. Mas onde está aquele toque de humor para dar graça a essa estória toda? A Lady Moon que me vem à cabeça se chama Lola, a jovem que 30 anos atrás sonhava em ser show girl em Copacabana (que, segundo Barry Manilow, é o lugar mais sexy “ao norte de Havana”… como?????) e hoje vaga perdida pelas calçadas de Copa… Copacabana! Entendi, vou mudar meu bar todo pra esse cantinho!!! 😉

 

 

Today I woke up with silver in my mind… all that silver shine of a photo I used far back in the beginning of this blog, showing a shelf with some silver beside candles that made them shine. That is darkest corner at home, a niche where there was a door to another room in early times  when all the apartments in this floor were part of the same one. Over the 20th century, those huge old viennese apartments got divided into many and so it happenned here too. That created this little dark corner which is part of my dinning room today.

Gamanacasa vienna at home bar 5I am always thinking about this little corner and asking myself how to bring a bit more of life into it. The wall at the opposite side has an enormous mirror to reflect natural day light from the windows… but the contrast between these two walls is still too big, one bright and the other dark like day and night. Well, I don’t feel unconfortable with darkness. It’s part of life just as light – and I’m not interested in changing the nature of things either. Very much on the contrary, I like to gaze at things as they are, with qualities and flaws making alltogether an unique, original whole which is thousand times more interesting than perfection (what a hell of a boring word this one!) So… nothing could be more natural than highlight the nightly aspect of this corner. Let is as it is and only add the commentary: “Look how I am beautiful!

Gamanacasa vienna at home bar 9The most fascinating symbolic element about the night is the moon and its silver shine. In the language of Incas the translation of silver is literally “tears of the moon”. For the alchemists, the symbol of silver is a sickle in moon shape. In almost all languages, moon is a feminine word (as far as I know, only in german is the moon masculine and the sun feminine). Lady Moon, Frau Luna is the humanized figure who represents the moon and silver: a woman dressing blue and white who lives in the moon and wanders in her chariot drawn by deers.

Gamanacasa vienna at home bar 1All that is beautifull and poetic, ok. But where is that touch of humor to shake up all this story a little bit? The Lady Moon who comes to my mind is called Lola, the young woman who dreamed being a show girl at Copacabana (that, according to Barry Manilow, is the hottest spot “north of Havanna”… what?????). But that was 30 years ago and now she is lost walking around the sidewalks of Copa… Copacabana! I got it… I will change my bar to this corner!!! 😉

 

5 comentários sobre “Silver or the tears of Lady Moon / Prata ou as lágrimas da Sra. Lua

  1. Tem razão, caro blogueiro, tampouco eu conheço outra língua que atribua gênero masculino à Lua e feminino ao Sol.

    É uma graça ver as primeiras obras artísticas de criancinhas de língua alemã. Desenham a Lua de chapéu e bigodes, e o Sol com brincos e trancinhas. Para nós, é surpreendente.

    Forte abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s