At Dusk / Ao entardecer

English below!

Aqui perto da minha casa tem uma pracinha. Pense uma dessas pracinhas de interior, com um espaço bem grande pra criançada brincar, umas quadras de esportes para as mais velhas um pouco e muitos bancos onde os adultos se sentam juntos pra conversar… É essa. Tem até mesinha entre os bancos, fazendo “salinha”. Bares nas calçadas que olham para a praça, centro da juventude, associação do bairro e umas outras sociais, principalmente pra extrangeiros. Do outro lado, um mercado onde pequenos agricultores vendem seus produtos, restaurantes simples, um café descolado. Entre o mercado e a área livre da praça uma grande cerca de metal, uns 4 metros de altura, mas não é bem cerca de separar, é cerca de subir plantas. Não tem fonte mas tem bebedouro, não tem playground mas tem uns brinquedos fixos. O que tem é espaço, não é pequena mas não tem nem igreja, de simples que é.

Gamanacasa vienna public space market 6

É interessante ver esse lugar. E o mais interessante do lugar é que tem muita gente e muita gente diferente! Os grupos, famílias ou amigos da vizinhança, parecem chegar cedo, ou, pelo menos, estão sentados com um ar de quem nunca saiu dali. O conforto da atmosfera relaxada é tanto que até o tempo parou pra dar uma descansadinha.

Gamanacasa vienna public space market 8Dependendo da hora, é difícil conseguir um lugar pra sentar. Quem fica em pé se escora um pouco em um lugar qualquer, tira o pé da sandália e o apóia sobre o outro ou sobre o joelho… pode até coçar barriga. Sai-se pouco do lugar conquistado, só as crianças que ainda não sabem disso e correm pra lá e pra cá o tempo todo, enchendo a praça inteirinha. Quem falou que elas não sabem? Sabem sim e intuitivamente já tomaram conta da praça toda. É que o lugar que elas querem conquistar não cabe nem no mundo, quanto mais numa pequena pracinha do bairro, na beirada da cidade.

Around here, quite close to my home, there is a public square. Think one of those little squares in small cities, where there is a lot of space for children to play, sport courts for those a little more grown up and many benches where the adults seat altogether to talk. Here we are! There is even a little “coffe-table”, making it look like a living room. Bars in the sidewalk in front of the square, a center for the south, neighbourhood assotiation and a few others with social purposes, speciylla for the foreigners. At the other side there is a market where small farmers sell their products, a simple restaurant, a cool café. Between the market and the open space of the public square there is a fence, around 4 meters high, but it is a not a fence to separate, it is for growing plants. There is not really a fountain just a place to drink water, there is no playground but some toys. What abounds is space, it is not small but there is not even a church, so simple it is.

Gamanacasa vienna public space market 5It is interesting to watch this place. And the most interesting of all is that there is a lot of people and a lot of diferent people! The groups, families od neighbourhood friends, seem to get there early or, at least, they seat there as if they have never been somewhere else. The comfort of that relaxed atmosphere is so huge that even time stopped by to take a rest.

Depending on how late it is, it gets dificult to find a place to seat. Those who stand up lean upon anything, take the foot out of the sandal and rests it over the other or against a knee… even scratch bellies is allowed. One do not leave a conquered place, only the children who don’t know that yet and run around everywhere, all the time, filling the whole square. But who said they don’t Know? They do and intuitively already conquered all the square. That is because the place they want to conquer does not fit in the world, even less in the small public square of the neighbourhood, on the edge of the city.

Gamanacasa vienna public space market 7

 

 

 

5 comentários sobre “At Dusk / Ao entardecer

  1. me lembrei do tempo em que as pessoas colocavam cadeiras na
    calçada em frente de suas casas e deixavam o tempo correr solto preguiçoso como se pudessem parar as horas e abolir as preocupações. ! bjs!

    Curtir

    1. :-)) Muito obrigado meu querido! Quem ficou com a sensacao de tempo parado fui eu mesmo qando estava escrevendo, meio sem saber se a praca que eu descrevia era essa aqui do bairro ou uma lá da minha cidade no interior de Sao Paulo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s